domingo, 27 de março de 2011

A terceira origem dos Dinobots

Texto: Barão.

Até agora, percebemos que a origem dos Dinobots é completamente diferente entre o gibi e o desenho animado. Porém, um episódio escrito pelos japoneses para a série Transformer 2010 (transmitida nos EUA durante a terceira temporada) deixa em dúvida sua verdadeira origem. Durante o capítulo 91 - The call of the primitives (transmitida em 18 de novembro de 1986), um estranho ser de energia envolve o planeta Cybertron, sugando todas as suas forças. Enquanto isso, os Autobots (liderados por Rodimus) enfrentam os Decepticons (liderados por Galvatron) em um planeta deserto.


 Porém, durante a luta, os Dinobots recebem uma transmissão pedindo ajuda, se distanciando da batalha. Logo depois, todos os outros robôs que se transformam em animais ou bestas (Typticon, SkyLinx, os Terrorcon, os Predacons e todos os K7s que viram animais) também recebem a mesma transmissão e se afastam.



Os robôs embarcam em Typticon e SkyLinx e partem para atender ao chamado de ajuda. Depois de muita discussão e brigas, eles chegam a um planeta morto e deserto. Lá, descobrem que foram chamados por uma criatura que se assemelha a um macaco (apesar de não ser revelado durante o desenho, nos créditos diz que seu nome é Oracle).


Essa criatura revela que foi assistente de um cientista chamado Primacron, criador de todos os robôs primitivos. Além disso, ele também foi o criador do temido Unicron, que se voltou contra ele. Após eras, Primacron se recuperou dos danos causados por Unicron e criou uma outra criatura para finalizar seus objetivos, chamada Torkutron (o mesmo ser que atacou Cybertron no incio do episódio) e foi enviado para o centro do universo. Percebendo a loucura da ambição do cientista, o assistente fugiu para esse planeta e chamou de volta todos os robôs primitivos para tentar ajudá-lo a detê-la.
Nesse momento, a criatura chega ao planeta, atacando Typticon e sugando sua energia. Depois, ela faz o mesmo com SkyLinx e todos os outros robôs e retornando para o planeta de seu criador, sobrando apenas Grimlock. O assistente tenta desesperadamente encontrar um modo de deter Torkutron, mas Grimlock, com toda a sua sutileza, apenas acionou uma alavanca no computador, desativando Torkutron. Por ter derrotado a ameaça e salvo todos, Grimlock começa a dançar vitorioso, destruindo todo o laboratório e o computador.



Esse capítulo é interessante porque revela uma série de coisas em relação a criação de Unicron, da Matriz e de Vector Sigma. Mas deixa uma grande dúvida: seria Primacron o criador dos Quintessons?
Outra grande questão deixada por este desenho é que deu a entender que Primacron teria criado todos os robôs que possuem formas "primitivas". Isso não seria nada demais e até explicaria porque alguns robôs tiveram sua forma original alterada para a de um animal na Terra. Mas como isso pode ter relação com Typticon e com os Dinobots se eles foram construídos na Terra?
Este episódio põe em cheque toda a origem apresentada no início da G1. É o primeiro indício da contaminação da Marvel nos roteiros do desenho, que teve início com o filme de 1986.
Só por curiosidade, durante a série Galaxy Force, a Takara (que foi comprada pela Tomy) passou a rever as origens de Transformers, adaptando o desenho para seguir a mesma cronologia da Hasbro (que segue as histórias da Marvel).

Nenhum comentário:

Postar um comentário